NOTÍCIAS    |    COLUNISTAS    |    TELEGUIA   |    CLASSIFICADOS   |    EMPREGOS    |    EDIÇÃO IMPRESSA    |    EDITAIS   




Publicidade





Nome:

E-mail:



O que você achou do nosso novo site?

Razoável (14.2%) 4414 votos
Bom (11.4%) 3560 votos
Ótimo (25.2%) 7850 votos
Excelente (28.2%) 8780 votos
Pode melhorar mais (9.0%) 2821 votos
Não gostei (12.0%) 3754 votos
São Luís de Montes Belos, 25 usuário(s) online Total de acessos: Visitor Counter  

Visitas: 1298
Postado em: 23/01/2014 às 13h59
TAMANHO DA FONTE  A- A+

Transexual: Thiago virou Laura e vai assumir Delegacia da Mulher

Delegado de Polícia faz cirurgia de mudança de sexo, altera nome civil e assumirá cargo tradicionalmente ocupado por mulheres. Ele já foi casado e tem dois filhos

A delegada de polícia Laura de Castro Teixeira assumirá em fevereiro a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam-Goiânia) em prosseguimento ao processo de realocação de delegados da Polícia Civil. Entretanto, até o ano passado sua lotação era na Delegacia de Trindade, depois de passar por Senador Canedo e ela se chamava Thiago de Castro Teixeira.
 
O delegado Thiago foi submetido a uma cirurgia para mudança de sexo e com autorização da Justiça mudou seu nome e registro civil para Laura, assumindo outro completo referencial e se habilitando a novas experiências como mulher. A Delegacia da Mulher sempre foi tradicionalmente território ocupado por delegadas mulheres, em um dos mais respeitados episódios de “reserva de mercado” para mulheres e sem contestação.
 
Tratado com muito melindre nos corredores da Polícia Civil o assunto ainda é desconhecido da maioria dos integrantes da corporação. Um agente da Polícia Civil que já trabalhou com o delegado Thiago pede para ser mantido no anonimato e revela surpresa absoluta com a mudança radical que o ex-colega imprimiu em sua vida.
 
“É uma situação de difícil assimilação, porque sempre o vimos como uma pessoa normal e sem condições de dar uma guinada tão profunda em sua vida, assim, ao ponto de mudar de sexo, adotar um nome feminino, se vestir como mulher e alterar sua personalidade de forma profunda como será apresentado agora”, comenta.
 
Esse mesmo policial lembra que o delegado Thiago aparentava absoluta normalidade e sua apresentação era como se fosse um homem a toda prova. “Em nada ele lembraria ter tendências para mudar de sexo ou demonstrava alguma tendência para a homosexualidade”, comenta outro colega da Polícia Civil.
 
Nos últimos anos o delegado Castro Teixeira deixou crescer uma vasta cabeleira que ele amarrava na nuca um penteado conhecido como “rabo de cavalo”. Entretanto, nas suas aparições públicas como diligências, operações policiais e entrevistas ele sempre se portava com trejeitos naturalmente masculinos, inclusive de terno e camisas masculinas.
 
Radicalização
 
A mudança de Thiago para Laura despertou variadas manifestações nas pessoas que tiveram acesso à informação nos corredores da Polícia Civil pela forma radical de como se deu a mudança. Thiago foi casado com uma mulher e dessa união o casal teve dois filhos. Os poucos colegas da Polícia Civil que sabem da mudança de sexo do delegado que virou delegada evitam comentar o assunto.
 
Quem conviveu com ele em outras ocasiões e soube da mudança agora oscila entre o estupefato e o incrédulo. Alguns se lembram do delegado Thiago usando uma vasta barba com pouco zelo, o que denotaria uma invulgar “virilidade”. Um escrivão que teve contato com Thiago quando ele foi coordenador do Grupo Especial de repressão a Narcóticos, de Porangatu (Genarc) se refere a ele como um homem que tinha todas as características de masculinidade e que dificilmente poderia supor que ele teria algum indicativo de se tornar mulher.
 
“O delegado era implacável em ações que exigiam demonstração de ‘macheza’ e sua conduta era de um homem que exalava testosterona, não de um indivíduo que pudesse mudar de sexo e vir a se tornar uma figura feminina”, comenta esse escrivão.
 
Outra delegada que conviveu com Thiago citou sua coragem e disposição para operações policiais raramente vistas em outros homens. “Para encarar bandidos com o destemor que ele apresentava um homem com tendências para a feminilidade dificilmente não deixaria transparecer essa queda. Fatalmente seria traído por algum trejeito e isso nunca aconteceu com o doutor Thiago, aliás, agora doutora Laura”, frisa.
 
A reportagem tentou ouvir a delegada Laura de Castro Teixeira. Através da assessoria de imprensa da Polícia Civil ela informou que não comentará sua vida pessoal e só aparecerá em público quando estiver em condições de reassumir suas funções. Por hora a delegada ainda está de licença médica, se recuperando da cirurgia para mudança de sexo.
 
Por: Diário da Manhã - Hélmiton Prateado


 
LINK - ESPALHE POR AÍ!

 
Outras Notícias sobre Geral
23/04/2014
NOTA DE ESCLARECIMENTO
13/04/2014
Firminópolis: Baterias Cargo agora com o Selo do INMETRO
23/01/2014
Transexual: Thiago virou Laura e vai assumir Delegacia da Mulher
SÃO LUÍS DE MONTES BELOS-GO
Tel.: (64) 3671-3413 / 8409-3027 / 9695-1676
Email: 
jornal.avozdopovo@bol.com.br
WEBMAIL

Criação
Element Web